Coisas de Mato Grosso

Cuiabá, 19 de Outubro de 2.019

Preencha os dados e assine nossa Newsletter:

Newsletter

Clique

Conheça Mato Grosso!

Saiba mais sobre Mato Grosso e suas cidades.

Prev Next

Notícias

APRESENTAÇÃO: Semana tem exibição de ‘Nós’, ‘O Som Ao Redor’ e exposições no MACP

08/10/2019 às 09:00

 
A semana na Universidade Federal de Mato Grosso e no Cine Teatro de Cuiabá conta com uma série de atividades culturais, começando na terça-feira (8) e seguindo até sexta-feira (11) com filmes e exposições no Museu de Arte e Cultura Popular (MACP).


‘A história da eternidade’, de Camilo Cavalcante, será o primeiro exibido, na terça (8), durante a sessão Belo Belo, na sala Névio Lotufo no Cineclube Coxiponés, às 14 horas. O filme conta a história de Alfonsina (Débora Ingrid), que tem 15 anos e sonha conhecer o mar; Querência (Marcélia Cartaxo), que está na faixa dos 40; e Das Dores (Zezita Matos), já no fim da vida, que recebe o neto após um passado turbulento. As três vivem no sertão e compartilham sobrenome e muitos sentimentos.

No mesmo dia, às 19h30, no Cine Teatro Cuiabá, ‘O Som Ao Redor’, de Kleber Mendonça Filho, integra o ciclo Encontros com Cinema. “A presença de uma milícia em uma rua de classe média na zona sul do Recife muda a vida dos moradores do local. Ao mesmo tempo em que alguns comemoram a tranquilidade trazida pela segurança privada, outros passam por momentos de extrema tensão. Ao mesmo tempo, casada e mãe de duas crianças, Bia (Maeve Jinkings) tenta encontrar um modo de lidar com o barulhento cachorro de seu vizinho”, diz a sinopse. Os ingressos são vendidos na bilheteria por R$4 (inteira) e R$2 (meia).

Na quarta-feira (9), a sessão Dias de Cinefilia traz o terror psicológico “Nós”, de Jordan Peele. Lançamento de 2019, o filme conta a história de Adelaide (Lupita Nyong'o) e Gabe (Winston Duke), que decidem levar a família para passar um fim de semana na praia e descansar em uma casa de veraneio. “Eles viajam com os filhos e começam a aproveitar o ensolarado local, mas a chegada de um grupo misterioso muda tudo e a família se torna refém de seus próprios duplos”. A exibição é às 14h, com entrada gratuita, na sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. A curadoria e mediação é do Gabriel Billy.

Já na quinta-feira (10), o Cine Caramelo terá três exibições: “Bruxarias” (às 9h), “Peixonauta” (às 14h) e “Sinfonia Amazônica” (às 19h30), sempre no auditório do Centro Cultural, e com entrada gratuita.

Ainda no mesmo dia, a Sessão: doc exibe o documentário “Espero sua revolta”, de Eliza Capai, às 14h na sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. A curadoria e mediação é de Karine Queiroz e Anna Carolina Melo. Também lançamento de 2019, o filme mostra um retrato do movimento estudantil que ganhou forças em 2015, ocupando escolas estaduais pelo Brasil.

Na sexta-feira (11) a sessão KinoMundo exibe “Mangue Negro”, de Rodrigo Aragão, às 14h, na sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés, com curadoria e mediação de João Pedro Regis. O longa é independente é foi lançado em 2008. “Certo dia, em uma comunidade de pescadores e catadores tão pobre quanto fora do tempo, a natureza resolve mostrar seu lado macabro. Do manguezal de onde sai o mísero sustento emergem zumbis canibais. Ninguém sabe o que causa a “contaminação”. O que importa é fugir e sobreviver para fugir de novo. A cada mordida, pais, amigos e irmãos se transformam em criaturas abomináveis. Diante de um horror que não recua nem com a claridade do dia, que não poupa sequer peixes e crustáceos, um sobrevivente relutante e amedrontado se descobre hábil com o machado e péssimo na hora de se declarar para a morena que faz seu coração bater”, diz a sinopse.


Durante todo o mês de outubro, o Museu de Arte e Cultura Popular (MACP), aberto de segunda a sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, traz as exposições “Da Sonoridade à Cor – O que sabemos sobre João Pedro Arruda?” e “Pintura e Verso”, de Pedro Espíndola. Além disso, acontece o Cinema Circulante e Inclusão Literária, caravana que exibe filmes e distribui livros gratuitamente em diferentes localidades.

Fonte: Da Redação - Isabela Mercuri