Coisas de Mato Grosso

Cuiabá, 21 de Setembro de 2.019

Preencha os dados e assine nossa Newsletter:

Newsletter

Conheça Mato Grosso!

Saiba mais sobre Mato Grosso e suas cidades.

Clique

Prev Next

Notícias

VAGAS: Sesi em Cáceres está com 100 vagas gratuitas para EJA

16/05/2019 às 08:00

 
As matrículas para a modalidade Educação à Distância (EaD) da Nova Educação de Jovens e Adultos (EJA) em Cáceres foram prorrogadas e vão até o dia 23 de maio. O curso é realizado pelo Serviço Social da Indústria de Mato Grosso (SESI MT) e é fundamental e pode ser um diferencial no mercado de trabalho para quem quer concluir a educação básica.

O curso é gratuito, com prioridade para quem é da indústria, mas aberto para toda a comunidade. As aulas começam no dia 03 de junho e o final é de acordo com o andamento de cada aluno. O curso é 80% à distância e 20% presencial. As matrículas podem ser feitas na unidade do Senai e, para se inscrever, a idade mínima para realização do curso é de 18 anos.

O endereço é Rua Coronel Ponce, número 637, Centro. Os documentos necessários para trabalhadores da indústria são: cópia legível do documento de RG e CPF; cópia legível do comprovante de endereço dos últimos seis meses e, na falta deste, autodeclaração de residência; carteira de trabalho (cópias das páginas da foto, qualificação civil e contrato de trabalho); e histórico escolar original.

Já para a comunidade em geral, os documentos necessários são: cópia legível do documento de RG e CPF; cópia legível do comprovante de endereço dos últimos seis meses e, na falta deste, autodeclaração de residência; e histórico escolar original.

Caso os interessados precisem de mais informações, podem procurar a unidade ou ligar nos telefones (65) 3223-4033.

A Nova EJA

A nova metodologia para a Educação de Jovens e Adultos reduziu a grade horária com base nos conhecimentos prévios de cada aluno e tem um currículo mais conectado à realidade profissional. Com isso, a instituição pretende combater um dos grandes problemas da modalidade: a evasão escolar, que chega a 90% na rede pública.

O método, aprovado pelo Conselho Nacional de Educação, tem entre as grandes inovações a identificação, validação e certificação das competências e habilidades desenvolvidas nas experiências de vida e trabalho dos alunos. O reconhecimento de saberes envolve uma série de procedimentos realizados com a participação de especialistas de cada área do conhecimento – linguagens e códigos, matemática, ciências humanas e ciências da natureza.

Fonte: Assessoria / Jornal Oeste